Parece que a ORCRIM que o Ex Secretário Sérgio Cortes implantou na SES, venceu de novo. Lembram quando ele disse que a "a putaria tem que continuar" pois é..entra secretário, sai secretário e a organização continua operante. Ferry bem que tentou, mas perdeu...Agora já anunciaram um Ten. Cel. Bombeiro, e médico, para assumir o cargo, como militar não foi feito para descumprir ordem. Certamente aquilo que lá está vai continuar, uma nau sem rumo... Nós servidores estatutários de perfil técnico ou estritamente administrativos que nunca assumimos cargos ou funções que lidam diretamente com licitações, orçamentos, contratos e pagamentos, ficamos todos sob suspeição pois para quem está observando de fora e para os leigos, todos os que praticam atos e condutas lesivas ao erário são servidores. Diga-se que essa situação degradante foi mantida estranhamente, então já era até esperada, dado que, como sabemos, apesar das mudanças de governos sucessivos, a permanência de figuras que estavam desde a época das administrações de Cabral, Pezão e Sérgio Cortes, oboletados em diversos cargos na SES é uma anomalia

Diretoria Colegiada da ASSERVISA

Hoje, tristemente nos despedimos de mais um colega de trabalho na SUVISA, mais uma vítima entre tantos incontáveis nesse momento tão difícil que atravessamos.

Peço aqui que façamos alguns minutos de silêncio em sua homenagem, em oração enquanto ouvimos essa composição, respeitosamente escolhida em sua homenagem. Agradeçamos a Deus a bênção de ter-nos concedido em vida, a oportunidade de, profissionalmente, cumprir ao seu lado essa etapa da vida, mesmo sendo um pedaço fugaz de convivência, foi o suficiente para reconhecer um ser humano positivo, educado, colaborativo, amável com os semelhantes e embora poucos o saibam, ainda encontrava tempo para apoiar a luta coletiva da ASSERVISA.

Parta com Deus Nosso irmão Wisllen Fuchs Gripp !!!

Diretoria Colegiada da ASSERVISA

Hoje, Dia do Trabalhador! Nunca esse 1° de Maio foi tão esclarecedor pra mim. Antonio, a sua homenagem nos faz refletir o quanto o trabalho nos agrega enquanto ser humano.

Através dele, transformamos o cenário de milhares, e também temos a oportunidade de encontrar pessoas e fazer delas amigos para a eternidade.

Não é simplesmente sair de casa para trabalhar.

Depois desses tempos acho que nunca mais veremos o trabalho como uma obrigação, como um "escambo" em troca de sustento.

E, é por isso, como bem o André lembrou, que permaneceremos na luta por condições sociais e dignas de trabalho.

Porque o trabalho literalmente enobrece o homem como dizia o meu avô, que era chaveiro.

Em todos os relatos que me chegaram nestas últimas duas semanas após a passagem dele, demonstram que o Mauro era plural e singular ao mesmo tempo. Mauro, qualquer dia a gente se encontra.

Mariza Lima
Diretoria Colegiada da ASSERVISA

Em plena Semana Santa, as equipes de Vigilância Sanitária Estadual continuam a ação nos Aeroportos do Rio de Janeiro, uma de nossas missões no front contra o COVID 19

Bom dia, Graças ao descompasso agora explícito, dentro e fora do governo federal , entre o Presidente , Governadores e até seu Ministro da Saúde , estamos perdendo tempo crucial entre discussões ocas sobre qual seria a política mais adequada para evitar a disseminação do Coronavírus pelo isolamento social, simultaneamente ao lockdown econômico, ou adotar uma política mais branda "realista", que sufoque o mínimo possível a economia, já que somente 20% da população seria mesmo afetada e destes somente 5 % , sofreriam os efeitos das manifestações mais agudas e, necessariamente precisariam de equipamentos de UTI , respiradores e medicamentos. Porém, não esqueçamos também de milhares de equipes médicas, bem e treinadas e atuando "full time", numa proporção nunca antes vista no país e mesmo na humanidade ... Governos de nações mais desenvolvidas, insuspeitas, independentes de suas crenças, práticas econômicas, e ideológicas, baseadas na ciência, em dados epidemiológicos, e experiências bem sucedidas de outros países, fizeram prevalecer o bom senso, a ética e as crenças humanitárias. Tomaram decisões firmes e mesmo os que as tenham retardado, hoje se arrependem de suas inércias, caso de Espanha e Itália , com sistemas de saúde bem mais organizados do que o nosso, populações menores, mais educadas e dispondo de mais recursos destinados à Saúde.

Parte de nossa obrigação e esforço empregado na contenção da COVID 19

Não adianta, na altura do campeonato, ficar sonhando com experiências como a do Japão, muito, muito deslocadas da nosso relidadade . Eles não adotaram um esquema de lockdown completo, mas e daí? têm uma população muito mais disciplinada, as pessoas com uma "gripezinha" já saem à rua com máscara nos transportes públicos, toda a população tem esgoto e água tratada e, mais importante ainda, onde não há Rocinhas, Rio das Pedras, nem Paraisópolis da vida...

Equipes da Vigilância Sanitária do Estado do RJ no Aeroporto do Galeão, flagrantes de 26 e 28 de Março de 2020

De que lado vc acha que nosso governo deveria ficar? Vc apoiador de Jair Bolsonaro deve colaborar , mande sua mensagem à Presidência da República.

Não podemos disperdiçar mais tempo, o preço cobrado em vidas será muito alto , mas o intervalo variável , dependendo do cenário projetado, podendo ser de 40 mil até um milhão ...que morrerão como peixes fora d ' água.

Logo vamos agir e seguir as orientações das autoridades da OMS, do Ministério da Saúde, e dos renomados especialistas daqui e de fora, ou nos comportar como massa de manobra política?

Não se pode negar o óbvio. Quem o faz até pode ocultar durante algum tempo a verdade, mas não impede a luz do sol de brilhar

Bom dia, Usualmente há motivos de sobra para falar mal de nossos governantes, mas também há que se reconhecer quando acertam.

No caso da da emergência do Coronavirus, o governador Witzel certamente, bem orientado, pois sendo da área Jurídica certamente pouco ou nada sabe de epidemias, aliás já deu provas que considerava a saúde como um serviço secundário, prestado pelo Estado, de menor importância e, mais irrelevantes ainda, nós os servidores da saúde.

Entretanto, agora pressionado pelas circustâncias, decidiu algo a bem da saúde da população.

Ao suspender eventos e atividades que possam contribuir para disseminação da doença foi assertivo.

Se essa situação levará os servidores da saúde a assumirem uma posição de maior relevância no seu governo, perante a opinião pública e até das mídias, vai depender sobretudo do nosso desempenho técnico durante a crise e, também da nossa capacidade de "surfar" nessa mudança de foco da atenção e mobilização de toda a sociedade entorno do enfrentamento do COVID-19. Traduzindo, entendemos que devemos atuar com toda a perseverança e competência, mas sem abrir mão, primeiro de nossa segurança quanto ao fornecimento de EPI, insumos e treinamento adequados e, enquanto trabalhadores, manter a nossa demanda pelo nosso plano de carreira PCCS e por melhores condições de trabalho, mantendo firme a cobrança às autoridades do governo, aos gestores e divulgando na mídia que nós enquanto trabalhadores da saúde não nos furtaremos a cumprir a nossa missão.

Mas, o que não pode continuar a acontecer é a forma desigual e desumana como somos tratados pelo poder executivo. Contem com a ASSERVISA para defender esta postura.

Vamos nos manter conectados, atentos e sobretudo em alta o espírito de comunidade dos trabalhadores da SUVISA, pois entre nós, em breve, poderá haver também pessoas infectadas e necessitando de apoio.

Procuremos também zelar uns pelos outros.

Vamos nos manter coesos superar a crise unidos!!!

Que Deus proteja a todos.

Diretoria Colegiada da ASSERVISA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

A Associação dos Servidores da Vigilância Sanitária do Estado do Rio de Janeiro – ASSERVISA/RJ, convoca seus associados para Assembleia Geral Ordinária, que se realizará no dia 7 de JANEIRO de 2020, terça-feira. Ler Mais...


Aos associados da ASSERVISA

Declaro convocada a AGE das eleições para Diretoria da ASSERVISA para o biênio 2020/2021. A AGE ocorrerá dia 15/10/2019 às 12 h no haal de acesso da SUVISA.

O processo eleitoral compreeenderá o período de 15/10/2019 até 15/11/2019.

Atenciosamente 06/09/2019
Antonio Manoel Rodrigues da Silva Diretor Presidente *Diretoria Colegiada da ASSERVISA